Guarda Civil: AMIGA, PROTETORA, ALIADA.

Guarda Civil: AMIGA, PROTETORA, ALIADA.

Guarda Civil: Amiga, Protetora, Aliada

Guarda Civil Metropolitana é a força de segurança no município. Tem mais de 6.000 mulheres e homens em atividade por toda cidade e em diversas funções. A principal delas: o POLICIAMENTO COMUNITÁRIO.

Foi criada pelo então prefeito Jânio Quadros e tinha como princípio devolver aos paulistanos uma versão municipal da extinta guarda civil estadual. A população entendia que a Polícia Militar tinha uma atuação muito repressiva e as pessoas simpatizavam com o guarda de atuação comunitária, de fino trato, que interage e é parceiro.

A primeira turma tinha 150 agentes e portava armas emprestadas pelo Exército. Segundo a lei 10.115/86, a corporação deveria vigiar os bens municipais de uso comum e colaborar na segurança pública, com competência para o policiamento e fiscalização do trânsito. Na prática, as atribuições também incluíam orientar turistas estrangeiros que visitavam o Parque Ibirapuera, ensinar história aos visitantes do Parque da Independência e combater o trabalho e a exploração infantis.

Atualmente, a GCM mantêm a orientação preventiva e comunitária, mas adaptou algumas atividades ao aumento das demandas, mas as principais atividades dos Guardas Civis são os programas de policiamento escolar, combate ao comércio ambulante ilegal, proteção dos agentes e do patrimônio público, proteção ambiental e proteção e encaminhamento das pessoas em situação de risco.

Os GCMs ainda ajudam em programas sociais como o Braços Abertos, criado pela Prefeitura para resgate social de usuários de crack, por meio de trabalho remunerado, na região da Luz, no centro de São Paulo. A Guarda Civil é também a gestora do projeto Guardiã Maria da Penha, uma parceria entre o Executivo paulistano e o Ministério Público estadual para acolher e orientar mulheres em situação de violência.

Outras unidades especializadas foram criadas na corporação, entre elas o Canil, GEPAD (Grupo de apoio e prevenção à drogas) IOPE (Inspetoria de operações especiais) e a IAMO (Inspetoria de apoio motorizado). Cada uma com funções específicas para elucidação de crimes, dispersão de aglomerações e tumultos e prevenção de roubos e assaltos de oportunidade. A presença de guardas armados nas ruas da capital fortalece a sensação de segurança que a população tanto clama e necessita.

A GCM honra com toda certeza o seu compromisso com a sociedade paulistana e você pode contar.

Guarda Civil: AMIGA, PROTETORA, ALIADA.

Guarda Civil: A força da segurança municipal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *